Microconto da vida ordinária – Passeio com o cachorro

Microconto da vida ordinária – Acordava às 5 da manhã e passeava na praça com o cachorro. A cena era sempre a mesma: presenciava o encontro entre o primeiro atleta e o último boêmio. O atleta sempre olhava para o boêmio com superioridade. O boêmio olhava para o atleta com espanto. E os dois me olhavam com pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *