Historicizando! Fontes históricas

Historicizando! Fontes históricas

Ao Longo da história, a humanidade deixou várias formas de ações em um determinado tempo-espaço. São através desses vestígios que os historiadores obtém informações para tentar reconstruir a história. Na maioria das vezes, muitos estudantes não conseguem perceber todo o trabalho de investigação e análise documental que é realizado por parte de um pesquisador da área. Imaginem que para estudar um acontecimento do passado, os historiadores mergulham em busca da prova que traga maior veracidade para o fato. Por exemplo, ao estudar o carnaval do Rio de Janeiro do final do século XIX para o início do século XX, um pesquisador teve a preocupação de buscar os registros nos acervos públicos e encontrou textos escritos à mão, com uma caligrafia quase indecifrável, escritos à máquina, usando o português de Portugal, microfilmes de jornais da época, letras de músicas dos ranchos carnavalescos, croquis de fantasias, itinerários de desfiles e algumas entrevistas orais gravadas. Para tanto, teve que percorrer os acervos da Biblioteca Nacional, Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro, Arquivo Nacional, Arquivo Municipal do RJ e o Arquivo do Palácio do Catete. Um historiador, sabendo da dificuldade de se deslocar ao longo do presente-passado-presente, utiliza as fontes históricas como seu principal objeto de análise, tendo a obrigação de ajudar na reconstrução da memória de um povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *