A jovem cientista da escola pública que chegou onde nenhum brasileiro chegou

Premiada aos 19 anos, Juliana Estradioto desenvolveu um plástico a partir da casca da macadâmia e ganhou um asteroide para chamar de seu. “Devemos nos inspirar nas mulheres que estão à nossa volta, como amigas e professoras”, diz
— Ler em brasil.elpais.com/ciencia/2020-03-06/a-jovem-cientista-da-escola-publica-que-chegou-onde-nenhum-brasileiro-chegou.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *